A historia de cada um através das páginas do corpo.

5000 mil anos de arte na pele!

Esse foi o tempo que se passou e a tatuagem ainda pode ser um tabu em vários lugares do mundo.
Em 1991 na Áustria – fronteira com Itália – uma equipe de alpinistas encontram um corpo congelado de um caçador tirolês de 5000 anos de idade. Este caçador além de estar com suas roupas e equipamentos intactos, tinha 58 tatuagens espalhadas pelo seu corpo, desde os pés até a testa.
Mas onde está o início desta escrita mais do que pessoal? Analisando o princípio, a palavra “Tatoo”, já temos algumas referências. Estudos dizem que tudo pode ter surgido com a palavra taitiana “tatu”, que significa “algo para marcar ou ser marcado”. Isto pode dar origem ao que conhecemos hoje como “tatoo” ou “tatuagem”. Também existe outra fonte, vinda do Capitão James Cook que escreveu em seu diário a palavra “tattow” em referência ao “tatau”, uma onomatopeia de som que se ouve ao tatuar à moda antiga, com ossos finos como agulhas e um martelinho para bater e aplicar a tinta.

Em algumas religiões a tatuagem é uma parte da indumentária religiosa e cada indivíduo obrigatoriamente deve possuir algumas pelo corpo. Outros, como os guerreiros ibanenses  usam a tatuagem como forma de auto cura, prevenir demônios e até para troféus de guerra. Os samoenses, os mais hábeis tatuadores do mundo, consideram a tatuagem como símbolo de virilidade e quem não tem uma tatoo no corpo pode até ser considerado um “qualquer”, um “Zé Mané”.

Os Egípcios e os Pictos também tem vários registros sobre a tatuagem. No Brasil, temos os Waujás  e os Kadiwéus também usavam pinturas definitivas no corpp para ilustrar passagens espirituais e reverência à natureza.
Mas foram os marinheiros ingleses, por meio dde contato com os polinésios que espalharam essa prática pelo mundo. As reproduções de feras marítimas, guerras e barcos mostravam o que esses homens passavam em mar aberto. Aqui começa a lenda de que a tatuagem é algo de marginal, pois estes mesmos marinheiros tinham pouco recurso financeiro e eram considerados a “escória”.

Durante a Idade Média, a tatuagem foi totalmente banida, pois era considerada como mais uma das artes de demônio. No Japão, onde a posição perante a sociedade faz toda a diferença, ser tatuado poderia ser considerado “pior que a morte”, pois uma pessoa tatuado naquela época era o mesmo que ser um fantasma, ninguém lhe dirigia a palavra.

Em 1959 a tatuagem elétrica chega ao Brasil. Ainda feita de maneira rústica, o dinamarquês  Knud Harld Likke Gregersen, conhecido como “Lucky Tattoo”.
Em 1980, um americano chamado Samuel O’Reilly inventou o que conhecemos hoje como máquina de tatuar. Assim se deu deu ínicio a nova era das tatuagens.
Mas só em 1980, um americano chamado Samuel O’Reilly inventou o que conhecemos hoje como máquina de tatuar. Assim se deu deu ínicio a nova era das tatuagens.
 Durante as épocas vários tipos de técnicas de tatuagem surgiram pelo mundo todo.

Tradicional (tatuagem de marinheiro): São aqueles desenhos tradicionais, como uma âncora ou uma gaivota, aliás, os marinheiros foram os grandes divulgadores da tatuagem pelo mundo.

Sumi: técnica oriental que utiliza bambu au invés de agulha. Geralmente os desenhos são ricos em detalhes.
Realista: desenhos que imitam o mundo real, como mulheres, pássaros e personalidades.
Estilizada: como o próprio nome já diz, são desenhos estilizados.
Alto relevo: muito difundida entre os índios. A pele é dissecada formando desenhos com uma infinidade de cores, praticada principalmente por aborígenes, de origem africana.
Belfaro Pigmentação: a maquiagem definitiva, como delineador, batom, etc.
Celta: desenhos de origem celta com figuras entrelaçadas. Pode ser preta ou colorida.
Tribal: desenhos em preto ou coloridos com motivos tribais. Podem ser desenhos de tribos norte-americanas, haidas, maias, incas, astecas, geométricas ou abstratas.
Oriental: trabalhos grandes, geralmente de corpo inteiro, como um painel. Os desenhos são com motivos orientais, como samurais, gueixas e dragões.
Psicodélicas: trabalhos supercoloridos com desenhos totalmente senseless.
Religiosas: trabalhos com personagens bíblicos, como um santo, uma cruz, etc.
Bold line: desenhos das histórias em quadrinhos com traços bem largos e cores berrantes.
Branding: tatuagem marcada a ferro e fogo.

As tintas são feitas de pigmentos de origem mineral e na maioria das vezes são importados. As máquinas de tatuar devem ser esterilizadas em estufa em 370° por 3 horas em média e limpas por ultra som. As agulhas, ou ponteiras, devem ser de aço cirúrgico.
O tatuador deve se preocupar em usar luvas e máscara durante o ato de tatuar para evitar qualquer tipo de contaminação, como hepatite, AIDS entre outras doenças transmissíveis pelo contato do sangue.
Um bom tatuador deve ter pelo menos cinco anos de experiência para ter ter domínio e a precisão para a arte.

O preconceito ainda é grande, inclusive no Brasil, mas já podemos ficar felizes pois o mercado de tatuagens em nosso país cresceu 22% em 2009. Há ainda os “stúdios” clandestinos, que não possuem alvará e licença sanitária para poderem exercer a profissão. Isto faz com que essa forma ilegal da arte a torne um ato de marginais.
Há no Brasil o Sindicato dos Tatuadores ( Setap_BR) e os estúdios devem estar de acordo com a normas do  mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s