-.-.-….–.— —–.-….. (Código Morse)

Samuel Morse (1791-1872) foi o inventor do código com o seu nome. Quando em 1832 principiou o projecto da construção de um telégrafo não imaginava as dificuldades que teria de enfrentar, tanto nos E.U. como na Europa onde lhe negaram inclusivé a patente da invenção, até que em 1843 conseguiu um financiamento do governo americano para a construção de uma linha telagráfica entre Washington e Baltimore.

No ano seguinte deu-se a primeira transmissão e o sucesso foi tal que se formou uma companhia que cobriu o território americano de linhas telegráficas. Quando em 1860 Napoleão III lhe concedeu um justo prémio de reconhecimento pela invenção, já nos E.U. e na Europa estavam instalados numerosos aparelhos “morse”. Na altura da sua morte o continente americano era já cruzado por mais de 300.000 Km de linhas.

O código Morse representa os caracteres através de “pontos” e “traços” correspondendo estes a impulsos eléctricos e resultando daí sinais acústicos ou luminosos de uma certa duração. Assim, e tomando o ponto como unidade, este tem a duração de cerca de 1/25 seg. sendo um traço idêntico a 3 pontos. O espaço dos sinais da mesma letra é de um ponto. Entre duas letras o espaço é de três pontos (ou um traço …) e entre palavras de 5 pontos.
Devido á evolução tecnológica o código Morse está cada vez mais em desuso.

Fonte: AnCruzeiros
Imagens: Google Imagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s