#Gastronomia – “O segredo da batata frita crocante”

O cozinheiro nas horas vagas, é assim que ele se descreve, Márcio Mussarela, nos ensina em um vídeo muito bem humorado, como fazer fritas crocantes!

Fonte:  Gourmet Network
Visite também o Gourmet Network: Blog, Twitter, Instagram e Facebook

Anúncios

“Cueca Virada”(Grôstoli) Assada

image

Ingredientes:

1/2 kg de farinha de trigo
1 xícara (de chá) de açúcar
1 colher (de sopa) cheia de margarina
50 gramas de fermento fresco
100 ml de leite morno
3 ovos
1 pitada de sal

Modo de preparo:

Dissolva o fermento no leite. À parte, misture a farinha, o açúcar, os ovos, a margarina, o sal e, por último, o leite com o fermento dissolvido. Cubra com um plástico e deixe crescer até dobrar de volume. Abra a massa, corte em retângulos. Faça um pequeno corte no centro, introduza uma das extremidades no corte central e, no lado contrário, a outra extremidade. Deixe crescer novamente por 10 minutos aproximadamente e frite em óleo bem quente ou assada a 180ºC. Deixe esfriar e pulverize com mistura de açúcar e canela em pó.

Dicas:

Rendimento é de aproximadamente 30 unidades.
Sirva em lanches.
Assada é mais saudável pela não utilização do óleo para fritura.

Fonte/viste: Receitas de Mãe
Imagem: Google Imagens

Pavê Rosado

image

Ingredientes

200 gr de biscoito champagne
100 gr de coco ralado(s)
2 xícara(s) (chá) de morango em calda

Creme

1 lata(s) de leite condensado
1 lata(s) de leite
3 unidade(s) de gema de ovo
2 colher(es) (sopa) de manteiga
1 lata(s) de creme de leite

Cobertura

3 unidade(s) de clara de ovo
4 colher(es) (sopa) de açúcar
1 lata(s) de creme de leite 
quanto baste de corante alimentício vermelho
quanto baste de morango para decorar

Modo de preparo

Hidrate o côco em leite.
Montagem: 1ª camada: biscoitos molhados com a calda dos morangos; 2ª camada: creme e côco ralado; 3ª camada: morangos escorridos da calda; 4ª camada: cobertura. Sirva bem gelado.
 
Creme
Coloque os ingredientes do creme em um refratário e leve-os ao microondas por 6 a 8 minutos na potência alta, sempre mexendo até engrossar. Acrescente o creme de leite ao retirar do microondas, mexa bem. Reserve.
 
Cobertura
Bata bem as claras em neve com o açúcar e adicione levemente o creme de leite e o corante.

Fonte: Cybercook

Harmonização entre queijo e cerveja

queijo-e-cerveja

Ao contrário da combinação de queijo com vinho, na qual os sabores geralmente estão em contraste, a boa harmonização entre queijo e cerveja é pautada pela harmonia, quando os dois ficam ainda melhor juntos do que separados. Um acentua o que outro tem de bom. Por exemplo: um filé alto. Geralmente seria acompanhado por um tinto encorpado, mais tânico, que abafaria o sabor do grelhado. Eu recomendaria uma cerveja com toque maltado, caramelado, que realçaria a suculência e o tostado do exterior da carne

A frase é de Garrett Oliver, um dos maiores expert em cervejas do mundo e mestre-cervejeiro da Brooklyn Brewery, que começa a ser vendida no Brasil através da importadora BrazilWays.

Mas porque Garrett afirma com tanta certeza que cerveja vai melhor com queijo do que o tradicional vinho? Primeiro: o gás presente nela limpa o paladar, tirando a gordura da língua a cada gole, deixando-a ”tinindo” para o próximo pedaço. Segundo: “cerveja e queijo vem do mesmo lugar: vacas se alimentam de grama e produzem queijo; malte é, basicamente, um tipo de grama. Então, eles são, em essência, parentes. Temo que a uva não tenha nada a ver com isso…”, diz. Eu tendo a concordar com Garrett: cerveja tem a mesma complexidade de vinho, envolve profissionais tão qualificados na produção, tem uma gama de aromas e sabores até mais vasta— pena que, no Brasil, ainda, é vista como bebida “de pobre”, não merecendo estar à mesa de grandes restaurantes. Pena, porque isso não só é ignorância, como é um atentado ao paladar do cliente.¹

”Dicas para saborear queijo e cerveja em casa

– Tire os queijos da geladeira uma hora antes de servir
– Não sirva a cerveja muito gelada, pois a temperatura baixa mascara o sabor. Quatro graus é o suficiente
– Corte os queijos na hora de degustar – picar antes, em cubinhos, por exemplo, esvazia aos poucos o sabor do produto
– Prove primeiro o queijo, depois a cerveja
– Comece pelos queijos e cervejas mais suaves, parta para os de sabor médio e finalize com aqueles de gosto mais intenso
– Sinta os aromas presentes nos queijos e nas cervejas e tente harmonizar aqueles com notas semelhantes – harmonização por contraste é melhor quando se trata de vinhos

Queijos frescos
Características: suaves, alta umidade
Tipos: ricota, mussarela de búfala, feta
Cervejas: Pilsen, Kölch, Weizenbier

Queijos com casca natural
Características: macios, cremosos, alta umidade
Tipos: chabichou, crottin de chavignon
Cervejas: Pilsen, fruit beers, Weizenbier

Queijos macios, de casca branca
Características: consistência quase cremosa, alta umidade – podem ter sabor suave ou intenso
Tipos: brie, camembert, St-maure
Cervejas: Pilsen, Weizenbier, Kölsh

Queijos semimacios
Características: sabor adocicado, textura macia e média umidade
Tipos: Serra da Estrela, St-Paulin, chevrotin
Cervejas: Strong Golden Ale, Pale Ale, Weizenbier, Weizenbock, Bière Brut

Queijos semiduros
Características: media maturação, textura tenra, sabor suave e adocicado
Tipos: gruyère, emmental, gouda
Cervejas: Pilsen, Pale Ale, Strong Golden Ale, Bière Brut

Queijos duros
Características: longa maturação, baixa umidade, textura seca e granulada
Tipos: Grana Padano, parmesão, cheddar e pecorino
Cervejas: Pilsen, Strong Golden Ale, Dunkel, Weizenbock, Pale Ale, Weihnachts Ale, Bière Brut

Queijos azuis
Características: sabores complexos, picantes e salgados. Quebradiços e gordurosos
Tipos: roquefort, stilton, gorgonzola
Cervejas: Weihnachts Ale, Pale Ale, Strong golden Ale, Bière Brut, Weizenbock”²

Fonte do texto: Gastrolandia¹, Comida IG²
Imagem: Google imagens

Technorati Marcas: ,

Alemanha – Apfelstrudel

apfelstrudel

Ingredientes

Massa:
2 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de água
½ quilo de farinha de trigo
1 pitada de sal

Recheio:
8 a 10 maçãs descascadas e fatiadas bem finas
200 gramas de uvas passas sem sementes
2 colheres (sopa) de canela em pó
2 xicaras (chá) de açúcar
farinha de rosca o suficiente
ovo batido para pincelar
manteiga o suficiente
açúcar para polvilhar

Modo de Preparo

Misturar bem todos os ingredientes da massa até ela ficar bem trabalhada e lisa. Deixar descansar por ½ hora. Depois, com um rolo, abrir a massa bem fina e estender sobre uma mesa polvilhada com farinha de trigo. Sobre o lençol de massa, fazer uma camada de fatias de maçã e, por cima, espalhar as passas sem sementes. Polvilhar com açúcar e canela em pó. Finalizar polvilhando com um punhado de farinha de rosca bem fina e pedacinhos de manteiga. Enrolar com muito cuidado, como se fosse um rocambole. Dobrar as pontas, pincelar com ovo batido e polvilhar com açúcar. Levar para assar em forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 40 minutos.

Fonte do texto: Receitas de Comidas
Imagem: Google Imagens

Technorati Marcas: ,,